sexta-feira, 26 de março de 2010

quarta-feira, 24 de março de 2010

Saudades do menino Binho


Ai, ai... Sniff, sniff... Binho se foi. De volta à vida real. Hunf!

Nos divertimos tanto! Mó saudades do menino...

quarta-feira, 17 de março de 2010

Tosse

Quando eu achei que a tosse e a gripe em geral já estivessem melhorando, esta noite eu mal consegui dormir. Acordei às 3.00 tossindo sem parar e não dormi mais! O jeito é levantar da cama e ir pra frente do computador trabalhar. Fazer o que mais?

Daqui a pouco o Binho chega aí!

quarta-feira, 10 de março de 2010

Gripe

Esqueci de dizer que peguei uma gripe danada. Um tosse tosse sem parar no meio da noite. Uma dor de garganta que não quer sarar de jeito nenhum. Quem é que dorme assim? Coitado do marido... 3.00 da matina e eu aqui, pedalando o iPod. Fazer o quê?

Batida

E eis que hoje, saindo do estacionamento do shopping, uma velhota árabe irada (porque Mohan não a deixou nos ultrapassar) decidiu nos ensinar uma lição e meteu com tudo o carro dela na lateral do meu.

Quando um acidente acontece aqui, deixa-se o carro exatament onde o acidente aconteceu e espera-se pela polícia, que vêm arbitrar entre os envolvidos. De forma nada científica (não importava que o meu carro estava espremido entre o meio-fio e o carro da madame) o policial decidiu que a culpa era nossa (ao que parece, a dona jurou por 'Alah' ao policial que a culpa não foi dela e, para ele, isso bastou). Então, quem teve que pagar a multa (sim, o culpado tem que pagar) fui eu.

Uma boa lição a se aprender aqui é que se você se envolver num acidente com um(a) local, dificilmente a culpa será dele(a). Ai do policial (normalmente um imigrante) que tentar culpar um árabe daqui. Provavelmente vai ser punido de alguma forma. Eu já tinha ouvido falar que era assim, mas só acontecendo comigo para eu acreditar.

Em compensação, pudemos experienciar um lado mais gentil da cultura local também. Um outro árabe (aparentemente de uma família muito importante daqui e coisa e tal), viu o acidente acontecer e ele parou e ficou conosco mais de uma hora, ajudando a traduzir o que a senhora enlouquecida ficava falando, e intercedendo por nós com o policial, que não falava muito inglês. Infelizmente não funcionou mas, enfim, essas coisas acontecem.

Agora é só acionara a seguradora e por o carro no concerto. Tadinho do meu carrinho. ;(

terça-feira, 9 de março de 2010

Binho do lado de cá

E o Binho vem aí, lá láá lá-lá lá-lá!

Semana que vem!